A importância de reviver momentos

Pai e filho relembrar momentos

Qual é a importância de reviver momentos da sua vida?

Reviver momentos é um assunto no qual muito se tem debatido. No entanto, a forma como vivemos, nos impede parar um tempo e reunir estes períodos, a fim de reavivar sentimentos ou simplesmente para ter um minuto de tranquilidade.

Ainda que haja a busca de melhores condições de trabalho, salário, e o querer sempre mais acaba tirando das pessoas a ação de parar para relembrar.

Da mesma forma que as tecnologias colaboram para o desenvolvimento pessoal, as práticas de revelar fotos, criar álbuns e registrar os momentos importantes se tornaram ainda mais difíceis.

Segundo o próprio Facebook, em 2015, dois bilhões de fotos são compartilhadas na plataforma , todos os dias. Ou seja, a quantidade de fotos que são feitas diariamente cresce de forma exponencial, deixando de lado algo de muito valor: as lembranças.

Você já foi a algum lugar, show ou viagem e tirou várias fotos, mas nunca mandou revelá-las ou simplesmente não faz ideia de onde esteja?

Com a Covid-19 em todo mundo, as pessoas voltam a aos hábitos de reviver momentos, sentir saudade e buscar a melhor forma de se aproximar dos entes queridos. Fotos, vídeos e álbuns são as fontes que muitos usam, principalmente para os idosos e pessoas que estão sozinhas.

Em virtude de tudo que está acontecendo, convidamos o psicólogo, Leonardo Alves Coêlho, para responder algumas dúvidas e como nos proteger mentalmente durante a quarentena. Além dos atendimentos, o psicólogo compartilha vídeos, dicas e conteúdos sobre saúde mental (Instagram: @leo.psicologo)

Como a população pode “proteger a mente” do bombardeio de informações sobre a Covid-19?

É muito importante que as pessoas filtrem bastante as informações que chegam até ela. Infelizmente, mesmo estando em um período de crise, circulam muitas fake news por aí, que deixam as pessoas mais confusas e inseguras.

É necessário buscar outras fontes para validar as informações e também verificar notícias de sites e meios de comunicação confiáveis, como o site da Organização Mundial da Saúde, que tem atualizado os dados sobre a pandemia e as recomendações sobre o que deve ser feito.

Portanto, estipule um horário do seu dia para entrar em contato com essas notícias e evite fazer isso próximo ao horário de dormir. Essas informações podem estimular ainda mais a mente e seu sono poderá ser prejudicado.

Além disso, vale a pena ainda buscar notícias positivas sobre a pandemia. Os casos de recuperação, e também as ações solidárias que vem sendo realizadas por alguns grupos nesse momento de crise.

Assim, a mente começa a perceber que nem tudo é negativo nessa pandemia e que existem positividade e potencialidades sendo desenvolvidas em meio a essa situação.

Em meio ao isolamento, qual a importância de reviver momentos e lembranças?

Acredito que as lembranças e bons momentos podem funcionar como combustível motivacional para as pessoas. Como esse período traz muitas angústias sobre o futuro incerto, apegar-se a lembranças vivenciadas no passado pode ajudar.

Ajuda, portanto, na busca por compreender que somos capazes de superar dificuldades e que essa não foi a primeira enfrentada por nós.

Usar as lembranças e as memórias de bons momentos pode ser uma arma potente para combater a insegurança, o tédio e a tristeza desse momento. Recordar de situações prazerosas e de experiências alegres pode acalmar a mente e favorecer para que a pessoa encontre soluções criativas para a superação de suas dificuldades.

Como as pessoas podem se sentir melhor, no meio de tanta notícia ruim e tanto isolamento?

Além das dicas supracitadas, sugiro que as pessoas não se cobrem muito nesse momento. É natural sentir-se ansioso, inseguro e frustrado nessa situação. Vale a pena entrar em contato com essas questões, prestar atenção em como o seu corpo vem reagindo e conectar-se com suas emoções.

Não precisa se sentir mal ou culpado por querer chorar, por sentir raiva ou por não conseguir estar realizando as atividades que muitas pessoas vem fazendo nas redes sociais.

Tire um tempo para si e vá, aos poucos, buscando direcionar essa energia e essas emoções para atividades que podem te ajudar a superar as dificuldades do isolamento social.

Abaixo, deixo algumas sugestões práticas para que as pessoas possam experimentar para se sentirem melhor ao longo desse período de isolamento:

ESTABELEÇA SUA ROTINA: separe um momento à noite, antes de dormir, e trace as tarefas que precisa realizar no dia seguinte. Inclua itens da sua responsabilidade e também as próximas dicas, reservando um tempo para a execução dessas atividades.

INICIE UM NOVO PROJETO: sabe aquele projeto que você sempre sonhou e nunca teve tempo para planejar e executar? Chegou a hora de começar a fazer pesquisas, traçar metas e pôr em prática o que for possível agora. Por exemplo, você pode iniciar seus estudos para um concurso que deseja; iniciar um curso que sempre teve vontade de fazer; estruturar uma ideia de negócio; escrever um livro, etc.

MEDITE: aprenda a respirar e a s concentrar mais em você! Procure alguns apps que ajudam com meditações guiadas.

EXERCITE-SE: encontre atividades que goste de praticar e siga profissionais que estão oferecendo aulas gratuitas pelo Instagram.

MANTENHA E ADAPTE HÁBITOS QUE TE DÃO SATISFAÇÃO: se você gosta de todo final de semana sair para beber com os amigos, adapte esse hábito: encontre eles por vídeo-chamada, batendo aquele papo que você tanto gosta.

Se está com vontade de comer seu docinho favorito, pode comer, só perceba que está fazendo isso porque você gosta e está a fim, e não porque sente uma necessidade de comer esse alimento.

FAÇA TERAPIA ON-LINE: agende seu horário com um psicólogo e aproveite para trabalhar suas questões, estando em sua própria casa.

Gostou das dicas? Compartilhe com familiares e amigos que também estão em isolamento e ajude-os a passar pela quarentena de forma saudável.