Entenda como montar um fotolivro e faça já o seu! - Blog Nicephotos
Nicephotos
 

Entenda como montar um fotolivro e faça já o seu!

Acabou de voltar de viagem com fotos incríveis na mala? Fotografou um encontro bacana da família, uma apresentação especial do filhão ou simplesmente tem imagens tão boas que não gostaria de vê-las dispersas em HDs, CDs ou cartões de memória? Nesse caso, nada como montar um fotolivro.

Não importa o motivo, imagens marcantes merecem virar papel. Merecem ser tocadas. Afinal, essa ainda é a forma mais garantida de conservá-las, pois muito do que está em arquivo digital um dia pode virar pó. HDs quebram, CDs arranham e cartões de memória extraviam.

Porém, por que simplesmente imprimir fotos avulsas se você pode criar algo mais moderno e durável?

Fotolivros são justamente isso. Na verdade, eles são uma evolução dos tradicionais álbuns de fotografia: em vez de posicionar diversas 10×15 em páginas adesivas, você usa um software para criar um projeto gráfico com suas fotos e, ao final, tem um livro impresso com essas imagens.

Tudo é relativamente fácil e muito divertido. Claro que um designer de fotolivros de primeira viagem pode se assustar um pouco com a tarefa. Existem alguns cuidados a serem tomados para que seu trabalho fique realmente atraente.

Mas não se preocupe: neste post, vamos dar algumas dicas sobre como montar um fotolivro e deixar seu acervo fotográfico ainda mais legal de se olhar. É só seguir conosco.

Antes de tudo, escolha o site

Um fotolivro não difere em nada de um moderno álbum de casamento. Podemos dizer que, dependendo do formato e do tipo de acabamento que você escolher, eles se tornam basicamente a mesma coisa.

Inclusive, se você quiser, é possível deixar para terceiros (no caso, o serviço online que oferece a confecção de fotolivros) até mesmo a montagem do material. Basta enviar as imagens e as especificações que o pessoal faz tudo.

No entanto, que graça isso teria? O melhor é pôr a mão na massa. Para começar bem a criação do seu fotolivro, é preciso primeiro acessar um site de revelação digital (que tal o da Nicephotos?) e determinar alguns parâmetros, como o formato do fotolivro e o número de páginas.

Você também pode escolher as templates (páginas pré-configuradas) de acordo com o tema e padronizar o layout das lâminas (que é como o pessoal do ramo chama as páginas dos fotolivros).

Definidos os critérios iniciais, agora a coisa começa a ficar interessante.

Defina o tema do fotolivro

Tudo certo para começar e o passo seguinte é importar para o software as imagens que comporão o fotolivro.

Nesse caso, para que seu trabalho não se transforme numa salada de fotografias aleatórias, é interessante estabelecer uma temática.

Lembra das perguntas feitas no início deste post? Esses são alguns bons exemplos de temas para um fotolivro. Além deles, você pode pensar num livro de fotos do bebê, do pet, da construção da tão sonhada casa nova, de uma festa de bodas, enfim, o que não falta é tema para um belo fotolivro.

Faça a edição das imagens

Essa é a parte “pedreira” do negócio. Quanto maior for o volume de fotografias que determinado evento possui, mais difícil será decidir quais imagens entram e quais ficam de fora de um projeto de fotolivro.

Supondo que o tema escolhido tenha sido sua última viagem de férias e que haja uma boa centena de cliques, certamente dará algum trabalho chegar a um produto mais enxuto do arquivo digital.

Essa decisão também impacta no número de páginas do fotolivro, encarecendo um pouco o seu projeto. Sem contar que, tendo fotografias demais, o resultado pode se tornar um pouco cansativo de folhear.

Sendo assim, não tenha receio de cortar imagens. Dê prioridade apenas àquelas que você considera as melhores. Uma maneira eficiente de fazer essa triagem é começando pelas fotos que não ficaram legais, como as tremidas, fora de foco ou sem um motivo interessante.

Depois, das que sobrarem, procure por imagens repetidas ou muito parecidas. Nesse processo, seu arquivo já terá encolhido substancialmente. Agora, é apurar o olhar e deixar apenas o suprassumo da sessão.

Leve em conta também imagens que possam auxiliar no design do fotolivro e ajudem a contar a história. Isso, entretanto, é assunto para o próximo tópico.

Desenvolva uma linha narrativa

Considerando que construiremos um livro — ainda que de fotografias —, é importante seguir uma linha narrativa, de maneira que quem “leia” o álbum consiga perceber o desenrolar dos fatos.

Mas o que isso significa? Apenas que você deve se ater à cronologia dos acontecimentos.

É claro que nem todo fotolivro exige esse rigor. No entanto, se o tema do projeto for um evento, como um casamento, faz sentido seguir a timeline da celebração, conduzindo o espectador numa viagem visual com início, meio e fim.

Imagine você começar o fotolivro com a noiva lançando o buquê, seguido de fotos da festa e depois do making-of. Seria uma bagunça só.

Por isso, sempre que puder, privilegie o encadeamento da narrativa. Seu fotolivro fluirá melhor.

Capriche no visual

Passada a fase “trash” da escolha (e consequente eliminação) de imagens, é hora de arranjar as fotos dentro do layout definido. Essa etapa exige um pouco de criatividade, o já mencionado encadeamento cronológico e alguma paciência. Mas é a parte realmente divertida do negócio.

Então, disponha suas fotos nas lâminas buscando sempre a harmonização das páginas. Algumas dicas podem ajudar:

Deixe áreas de respiro

Evite atulhar as páginas com montes de imagens. É uma tentação colocar o máximo de arquivos no fotolivro, mas não fica bom.

Use fotos de página inteira, alternando com sequências de 3 ou 4 imagens e deixe áreas em branco, para dar respiro ao layout. O resultado fica muito melhor.

Aplique legendas, fundos e figuras

Os softwares de criação de fotolivros oferecem uma série de fundos, artes e fontes para você dar um ar de trabalho artesanal ao seu projeto.

Não deixe de aproveitar esses recursos para criar legendas, acrescentar adesivos às fotos ou destacar determinadas lâminas. Fica show! Só não exagere, para não parecer um carnaval.

Use filtros e fotos PB

É importante que as fotos tenham uma uniformidade visual. Ou seja, que conservem os mesmos parâmetros de luminosidade ou contraste, não havendo fotos muito claras dividindo lugar com outras muito escuras.

Uma forma de equalizá-las é aplicando um filtro. Durante a edição, também é possível otimizar a qualidade das fotos, o que as deixa num mesmo padrão estético.

Por fim, acrescente algumas imagens em preto e branco no correr das páginas. Dá um efeito mais artístico.

Bem, agora que você sabe como montar um fotolivro, é com você: escolha as melhores fotos daquela ocasião especial, curta a montagem do seu projeto, dê uma boa revisada ao final, feche o arquivo e mande para o serviço de impressão online da sua preferência.

E, já que o assunto é esse, não poderíamos deixar de sugerir a você uma passada na seção de fotolivros da Nicephotos. Temos formatos e modelos para todas as ocasiões, e tudo com impressão e acabamento de primeira. Além disso, você monta seus projetos de forma muito fácil e divertida. Confira lá!

0 comments

Mundo Nicephotos

Fotografias e o mundo de possibilidades de registrar os melhores momentos de nossas vidas!

Arquivo

Nicephotos no facebook