Nicephotos
 

Bolo de caneca



Bolo de caneca

Já ouviu falar em bolo de caneca? Caso não, se prepare para conhecer a forma mais prática de preparar um bolo!

bolo de caneca

É aquele docinho que você deseja em uma tarde chuvosa, ou para o lanche das crianças, delicioso e não suja uma panela!

E que tal se essa maravilha vier dentro de uma caneca personalizada? Presente PER-FEI-TO!

Então vamos aprender a receita, e alegrar o dia de quem a gente ama?

É muito fácil e leva apenas 4 min para ficar pronto! Você vai precisar: da caneca, dos ingredientes e de um microondas.

Gostou da ideia?
Repita e teste sabores diferentes, com coberturas diversas: geléia, brigadeiro..
Use a criatividade e mãos a obra!

Ingredientes

Rende: 1 bolo de caneca – formigueiro

1 ovo

3 colheres (sopa) de óleo

4 colheres (sopa) de leite

3 colheres (sopa) de açúcar

2 colheres (sopa) de granulado (também pode ser substituído por 3 colheres de achocolatado para fazer o bolo de chocolate)

4 colheres (sopa) de farinha de trigo

½ colher (chá) de fermento em pó


Modo de preparo

Preparo:  1min  ›  Cozimento: 3mins  ›  Pronto em:4mins

Em uma caneca, junte o ovo e o óleo.

Em seguida, adicione o leite, o açúcar e o granulado. Mexa bem até incorporar todos os ingredientes.

Aos poucos vá adicionando a farinha de trigo, sempre mexendo.

Por último acrescente o fermento em pó e misture.

 

Você também vai curtir:

Fotos do menino que só dorme com o cãozinho



Fotos do menino que só dorme com o cãozinho

As fotos de seu filho Beau dormindo com seu cãozinho deram fama para a  americana Jessica Shyba. A criança e o cão, adotado em um abrigo, sempre fazendo juntos a soneca da tarde realmente formam cenas de enternecer o coração.

Beau e Theo

Foto: Divulgação/Momma’s Gone City

 

Jessica tem 3 filhos e mantem um blog sobre maternidade onde compartilha suas experiências. Com as belas fotos de seu filho mais novo dormindo com o filhote adotado Theo sua popularidade foi muito além do imaginado.  E mesmo entre os que não pretendem ser pais ou demonstrem qualquer interesse pelo assunto do seu blog. O fato é que as fotos mostrando a cumplicidade da criança e seu bichinho de estimação passaram a rodar o mundo pela Internet e se tornaram  referência de fofura e meiguice.

menino e cãozinho

Foto: Divulgação/Momma’s Gone City

boy-dog2

menino e cãozinho

boy-dog3

Foto: Divulgação/Momma’s Gone City

 

Você também vai curtir:

Uma foto vale mais de mil cantadas



Uma foto vale mais de mil cantadas

Numa época de redes sociais onipresentes, uma boa foto no Instagram ou no Facebook pode valer muito como ferramenta de paquera. Uma foto descuidada por outro lado pode dificultar muito a vida do Don Juan ou da Cinderela.

Aquela bela foto, bem iluminada e com um sorriso bacana não poder ser considerada propaganda enganosa não é?  Todos querem parecer lindos e felizes! E na verdade todo mundo é bonito a sua maneira! Só é bom lembrar também que todos temos nossos problemas, nossos dias tristes… e nosso ângulos ruins! Numa brincadeira que rolou recentemente pela web, garotas bonitas publicavam suas fotos caprichadas ao lado de fotos em que aparecem fazendo caretas ou em que mostram ângulos ruins (“PrettyGirlsUglyFaces” em inglês).  Olha só:

fotosfeias

Uma fotos vale mais de mil cantadas

O que você acha dos resultados? Apenas uma brincadeira ou bom para pensarmos no que é fútil e o que é realmente importante?

 

A Evolução da Fotografia



A Evolução da Fotografia

Hoje é dia de aula de história! Preparados? Lá vamos nós!

A evolução da fotografia

Por volta do século VI a.C., o pensador chinês Confúcio, em suas reflexões sobre a vida, se antecipou ao seu tempo, aos redatores publicitários, claro, e chegou à seguinte conclusão: “mais vale uma imagem do que mil palavras“. Longe de vislumbrar qualquer dispositivo fotográfico, Confúcio acabou cunhando o que seria um slogan perfeito se a primeira fotografia não fosse demorar ainda mais 2 mil anos para ser feita.

Enquanto procedimento que traduz a luz em imagem, a fotografia, como a conhecemos, é na verdade a soma de diversas pesquisas, observações e invenções realizadas em diferentes momentos da história humana. Devido ao enorme período de tempo e das muitas descobertas que esses momentos abarca, tentaremos aqui resumir essa evolução em suas etapas mais significativas.

Primeiramente, a observação do princípio ótico da fotografia é atribuída a Aristóteles, que no quarto século antes de Cristo observou que a luz que passava através da abertura das folhas de uma árvore durante um eclipse projetava parte da lua no chão, percebendo que a nitidez da imagem era tanto maior quanto menor fosse o diâmetro da abertura.

Nicephore NiepcePorém, somente no ano de 1825, o francês Joseph Nicéphore Niépce, depois de quase uma década de experimentos, conseguiu produzir a primeira fotografia (do grego phós = luz + graphé = escrita) conhecida. A “escrita da luz”, conhecida  séculos antes, mas nunca antes registrada num experimento, foi capturada de maneira  permanente após horas de exposição ao sol, num procedimento que envolvia uma câmara escura e um papel com cloreto de prata.

Essa câmara, idealizada já no século XI por um estudioso árabe e utilizada nos séculos posteriores por pintores europeus, permitiu a Niépce realizar o que ele mesmo chamou de heliografia (do grego helios = sol), algo como “escrita (ou gravura) da luz solar”. A ideia básica envolvida era: determinado composto químico, quando exposto à luz que entrava num caixote escuro (a câmara escura) através de uma pequena abertura, reagia de maneira a marcar uma determinada superfície com nuances da imagem do exterior.

Entretanto, foi  Louis Jacques Mandé Daguerre, colega de Niépce, que em 1839 solicitou a patente do que viria a ser conhecido por daguerreótipo; um dispositivo que seguia os mesmos princípios da câmara escura, mas trabalhava com algumas melhorias técnicas e químicos mais específicos para este fim. A fotografia então saía dos laboratórios, chegava às ruas e fazia sua primeira “aparição pública”.

Paralela e curiosamente, o francês Hercules Florence, radicado no Brasil, desenvolvia estudos sobre impressão também envolvendo a luz do sol. Em 1832 registrou em suas anotações um processo fotográfico que denominou photographie, onde utilizava uma lente de vidro acoplada a uma câmara escura para imprimir uma determinada imagem.

O tempo passou e os processos fotográficos foram sendo refinados, melhorados, acompanhando o crescente desenvolvimento tecnológico. Em 1888 a Kodak, foi a responsável pela popularização da fotografia como produto de consumo através da produção de uma câmera fotográfica com um rolo de filme que permitia registrar 100 poses (ou fotos); “Você aperta o botão e nós fazemos o resto” era o slogan.

Cãmera fotográfica com filmeAs fotografias em preto e branco (PB) documentaram fatos de relevância histórica e inspiraram as pessoas durante décadas. Somente nos anos 1930 é que o primeiro filme colorido, o Kodachrome, surgiu no mercado. Novas melhorias apareceram. As câmeras foram sendo cada vez mais assimiladas no cotidiano das sociedades, das cidades, das pessoas, das famílias.

Em 1990, a primeira câmera digital começou a ser comercializada e rapidamente inundou o mercado. De lá pra cá se multiplicaram e conquistaram espaço no dia-a-dia das pessoas, acompanhando crianças, jovens, adultos e até idosos, em casa, no trabalho, nas férias, nas festas e muito mais. E essa parte da história, bem, essa parte da história você está conhecendo e também ajudando a escrever…

 

Você também vai curtir:

Aniversário



Espécie de Ano Novo pessoal, o Aniversário é uma das datas mais celebradas. Recheadas de superstições, rituais e momentos de exaltação à saúde, realização profissional e alegria dos aniversariantes, as festas de aniversário são eventos realmente especiais.

Reunindo amigos e parentes com um objetivo comum, cada aniversário tem sua particularidade e suas motivações específicas: uma festa de 1 ano muitas vezes se torna uma celebração para toda a família, uma homenagem à continuidade do laço familiar; as festas que marcam datas cheias, como 10, 20, 30, 40, 50 anos, sempre trazem um sentimento visível de crença no amadurecimento de quem comemora. Quando temos a rara oportunidade de festejar quem já celebrou muitos aniversários, como quando o vovô ou a vovó completam 80, 90 e até 100 anos ou mais, experimentamos um pouco da nossa própria história antes mesmo de chegarmos ao mundo, numa época em que nossos pais eram apenas filhos.

Assim, de muitas maneiras, compartilhamos uma espécie de admiração e respeito ao Tempo, a todos os anos com os quais a Vida presenteia cada um de nós: desejamos não somente o Bem, mas que todos os bens estejam próximos, que pairem sobre quem amamos. É o “Parabéns”! Seja em comemorações simples ou em eventos inesquecíveis, o certo é que todos gostam de ser lembrados; recebendo felicitações num cartãozinho, ganhando presentes e até singelas lembrancinhas.

Pensando em tudo isso é que o Nicephotos disponibiliza diversas opções de produtos para você personalizar com suas fotos, com o recorte dos seus momentos mais especiais. Para não deixar nenhum aniversário passar em branco, mas para que você comemore com cores, sorrisos e boas ideias, guardando tudo com muito carinho e por muito tempo.

Mundo Nicephotos

Fotografias e o mundo de possibilidades de registrar os melhores momentos de nossas vidas!

Arquivo

Nicephotos no facebook