Descubra como fazer um scrapbook - Blog Nicephotos
Nicephotos
 

Descubra como fazer um scrapbook

Quem curte artesanato, fotografia e gosta de reviver bons momentos, corre sério risco de achar scrapbooking o maior barato. Claro que, antes de tudo, é preciso saber o que é e como fazer um scrapbook. Se você ainda não ouviu falar a respeito, não se preocupe: este post vai explicar tudo sobre o assunto.

Afinal, você pode estar perdendo um ótimo passatempo. E, talvez, uma oportunidade.

Depois que a tecnologia digital revolucionou o mercado fotográfico, o velho hábito de organizar lembranças em cadernos de recortes voltou, virou mania nos Estados Unidos e chegou ao Brasil no início dos anos 2000, movimentando um mercado lucrativo que continua vivo até hoje.

Além disso, a internet ajudou a popularizar a prática, ampliando o conhecimento sobre técnicas e materiais e estabelecendo uma comunidade de adeptos do scrapbooking.

Mas, antes de contar toda essa história, é preciso começar como se deve: pelo começo. Assim…

O que é scrapbooking?

Sem mais delongas, informamos que a palavra scrapbook significa “álbum de recortes”. Portanto, scrapbooking ilustra a ação de se confeccionar um scrapbook e se refere a uma prática muito antiga: aquela de juntar recortes e objetos em um diário ou álbum de lembranças.

O provável tataravô do scrapbook moderno surgiu na Inglaterra, lá pelo século XV, segundo os historiadores. E nada mais era que um livro abarrotado de cartas, selos e outros papéis. Dizem, também, que Thomas Jefferson, terceiro presidente norte-americano, era um fã de carteirinha.

Mas falávamos que a fotografia digital deu um impulso importante à retomada desse hobby. De fato, os empresários do setor perceberam que era uma boa forma de convencer as pessoas a voltarem a revelar suas fotos, reaquecendo um segmento que sofria com os novos hábitos do consumidor.

Assim, por volta de 2004, começaram a surgir no Brasil as primeiras empresas especializadas em materiais de scrapbooking, de olho num mercado que movimentava quase US$ 30 bilhões por ano nos Estados Unidos.

Com a internet, o passatempo ganhou um canal importante de divulgação. O resultado? Fazer scrapbooks virou um hábito de muita gente, uma terapia e a melhor maneira de guardar as mais significativas lembranças.

Então, scrapbook é um álbum de fotos?

Sim, mas não precisa, necessariamente, ser um álbum de fotos. Pode ser um diário, um livro de recortes sobre algum tema de interesse do criador, uma compilação de poemas, uma coleção de papéis de cartas, de tíquetes de shows e eventos, lembranças de viagens — ou seja, de recordações diversas.

Porém, é inegável que organizar fotografias é a melhor “desculpa” para se fazer um scrapbook. Seja um álbum de casamento, de fotos do bebê ou de uma viagem de férias.

O ato de reunir uma série de imagens queridas em um caderno, organizando, emoldurando e acrescentando objetos decorativos e itens relativos ao evento (convites de casamento, ingressos de museus e atrações visitadas, pequenos artigos do bebê etc.) é o que faz do scrapbooking um passatempo tão especial.

Trata-se de uma maneira bacana de rever imagens que, de outro modo, talvez ficassem esquecidas em alguma caixa de sapatos, revivendo boas lembranças e renovando o seu acervo fotográfico.

E o que eu preciso para fazer um scrapbook?

A primeira coisa que se deve ter é disposição para colar, recortar, selecionar e enfeitar. Se possuir um certo talento para o artesanato, melhor ainda. Porém, a simples vontade de gastar algumas horas remexendo gavetas, organizando materiais e rememorando fatos já deve servir como ponto de partida.

O segundo passo é definir um tema. Ainda que, olhando de fora, um scrapbook pareça uma bela bagunça, essa bagunça precisa ser organizada. Então, é importante que você defina se o seu álbum vai ser sobre uma viagem, se vai ser um diário, uma coleção de recortes ou o que mais você quiser.

A partir daí, fica mais fácil escolher os materiais que serão usados na confecção do scrapbook — os enfeites, colagens e outros artigos que caracterizam a prática do scrapbooking. Falando nisso, logo após escolher o tema, é hora de ir às compras.

Nesse momento, entra em cena um aspecto decisivo do scrapbooking: ele pode se tornar um passatempo bastante salgado. A razão disso é que há uma grande variedade de materiais e ferramentas à disposição. Muitos dos quais são importados.

É claro que, quando se trata de trabalho artesanal, a criatividade é o ativo mais importante. Ou seja, dá para improvisar muito, inventar soluções e realizar um trabalho bonito e bastante divertido sem ficar na dureza.

De qualquer forma, é necessário conhecer alguns apetrechos usados em scrapbooking (especialmente os indispensáveis):

Álbum

Não existe scrapbook sem o tal “book”, certo? Mas, até aqui, tudo bem: um caderno do tipo espiral está ótimo e você encontra em qualquer papelaria. Não precisa ter um design especial, pode ser com folhas brancas pautadas mesmo, pois a ideia é revestir cada página com folhas decorativas, fotos e figuras.

Vale dizer que algumas pessoas preferem confeccionar o próprio caderno. Isso também está valendo, mas vai de cada um. O importante é, caso você faça um álbum de fotos, escolher um caderno que tenha tamanho suficiente para abrigar as fotos e o que mais você quiser colar em volta.

Papéis

Papel para scrapbooking é o que não falta. Tem de vários tipos, motivos e texturas e dá para comprar em papelarias ou em sites especializados.

É possível, também, usar tecidos e outras fibras, mas é importante que o material que revestirá as páginas do livro seja livre de ácido (acid-free), a fim de evitar o amarelamento das fotografias com o tempo.

Colas

Existem colas especiais para scrapbooking que não enrugam as páginas, mas é possível usar outros tipos de cola (desde que acid-free). Também entram na brincadeira fitas durex, dupla face e as do tipo “banana” especiais para artesanato.

Tesouras e estiletes

Um bom estilete e uma tesoura de cortar papel já resolvem o problema da iniciante. Mas, na medida em que você for pegando o gosto, certamente vai querer melhorar o instrumental.

Nesse caso, temos tesouras com cortes especiais para artesanato, cortadores com lâmina circular para recortes mais elaborados e uma pá de outras coisas. O céu é o limite.

Como artigos adicionais, é recomendável ter furadores de papel, uma base de corte sobre a qual você possa passar o estilete sem riscar a mesa, canetas caligráficas para lettering, carimbos etc.

Por fim, arranje uma boa quantidade de enfeites, como laços, figuras, fitas, rendas e botões. E agora que já sabe como fazer um scrapbook, o resto é com você: reserve umas boas horas de folga, espalhe todos os seus materiais e fotos em uma mesa, selecione a playlist favorita e mãos à obra! Se precisar de inspiração, não hesite em pesquisar na internet dicas e vídeos tutoriais. Existe informação de monte no Youtube.

Gostou do post? Então, entre em contato conosco e conheça as melhores soluções para deixar as suas recordações ainda mais incríveis!

0 comments

Mundo Nicephotos

Fotografias e o mundo de possibilidades de registrar os melhores momentos de nossas vidas!

Arquivo

Nicephotos no facebook